A antiga escola primária de Colares foi edificada na alvorada novecentista, segundo projeto de Adães Bermudes e a sua configuração parece, de algum modo, conservar o fóssil planimétrico do paço do bispo Mello e Castro. O seu prospeto é modesto e o arquiteto optou pela aplicação de materiais cerâmicos nos vãos das janelas e portas, sobressaindo, no lado oposto ao torreão, elegante campanário.

Ainda em relação a esta escola, o jornal semanário Correio de Cintra publicou, na sua edição de 25 de Outubro de 1903, a seguinte notícia:

«Como se sabe o fallecido visconde de Monserrate offerecera em tempo o antigo palacio arruinado Albernaz para edificação de uma escola, o que nunca se realizou. O atual visconde continuando a obra generosa de seu fallecido pae não só confirmou a offerta, mas autorisou a demolição das paredes e ofereceu a pedra d’ellas extraida, o que representa um valioso donativo, impondo porem a condição de que a edificação seja simultanea com a demolição. O architecto sr. Bermudes deve vir brevemente a Cintra para tratar d’esta importante obra».

A escola ostenta, por isso, a seguinte lápide evocativa: O TERRENO / ONDE ESTÁ EDIFICADA ESTA ESCOLA / FOI GENEROSAMENTE OFFERECIDO / PELO / EX: VISCONDE DE MONSERRATE / NO ANNO DE 1903.

Ir para o topo