O parque de Monserrate situa-se na aba Norte da Serra de Sintra e ocupa uma área aproximadamente de 50 hectares. Esta propriedade era, no século XVIII, da Família Melo e Castro que, em 1790, a arrendou ao comerciante inglês Gerard Devisme que ali construiu um palacete neogótico e tratou de dotar a quinta de um parque botânico que se desenvolveu mais tarde, quando o subarrendou a William Beckford, tendo sido, então, reformado e transformado num verdadeiro espaço paisagístico que, mais tarde, Sir Francis Cook iria renovar no grandiloquente jardim que hoje conhecemos.

 

O Parque da Pena começou a ser plantado, em cerca de 1840, por iniciativa do Rei consorte D. Fernando II, e os trabalhos de jardinagem prolongaram-se ao longo de décadas. Para além das espécies florestais europeias foram também introduzidas muitas outras originárias de regiões distantes, em particular, da América do Norte, da Ásia e da Nova Zelândia, tendo-se assim constituído um arvoredo de grande importância natural, cultural e científico mercê também da adaptação das espécies exógenas ao microclima sintrense.

Ir para o topo